Isopor

O isopor ainda não consta na lista de resíduos cujo recolhimento através da logística reversa é obrigatório de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Entretanto, a UFMG optou por realizar a reciclagem deste resíduo devido a: (1) o risco ambiental que este resíduo oferece por conter poliestireno, (2) a grande geração deste tipo de resíduo no campus, (3) a existência de empresas que estão à frente da legislação e já executam a reciclagem do isopor.

Procedimentos para coleta na Escola de Veterinária

Os isopores são coletados no local de geração e armazenados em container pelos funcionários da higienização (Empresa Conservo), até que sejam encaminhados para a empresa IsoFort,  conforme calendário e acompanhamento do Departamento de Gestão Ambiental da UFMG (DGA).

Observação: A gerência pede que, se possível, no local de geração do resíduo seja realizado um pré-acondicionamento do isopor para auxiliar os funcionários da higienização. Para isso os  isopores devem ser quebrados em porções que ocupem menos espaço e acondicionados em sacos, de preferência na cor azul.

Anúncios